313. Hone$tidade: em extinção?