301. O violino de U$ 3,5 milhões