248. O ano que vem em Jerusalém…