242. Será que ninguém é perfeito?